ARTIGOS

.
Veja abaixo artigos acadêmicos e capítulos de livros publicados pelos coordenadores. Inclui também algumas entrevistas e traduções. Não inclui os textos da Revista Não Obstante.

.

Design, narrativa e visualidade contemporânea
— Marcos Beccari
Publicado em: Cardona, A. C. O.; Camargo, M. R.; Almeida, R. (Orgs.). Red de Educación Contemporánea en Latinoamérica. Bogotá: Universidad La Gran Colombia, 2017.

A filosofia de Match Point: síntese do imaginário trágico de Woody Allen
— Rogério de Almeida e Marcos Beccari
Publicado em: Rumores, v. 11, n. 22, p. 41-58, 2017.

Da potência do inverno à redenção do verão: uma análise da representação do caminho para a “boa vida” no filme Frozen
— Daniel B. Portugal
Publicado em: Almeida, R.; Beccari, M. (Orgs.). Fluxos culturais: arte, educação, comunicação e mídias. São Paulo: FEUSP, 2017.

Quem tem medo da arte contemporânea?
— Marcos Beccari
Publicado em: Almeida, R.; Beccari, M. (Orgs.). Fluxos culturais: arte, educação, comunicação e mídias. São Paulo: FEUSP, 2017.

Uma revisão crítica de Harold Speed e Donis A. Dondis no âmbito da história da visualidade
— Marcos Beccari, Estevão Chromiec e André Luiz Santos
Publicado em: Educação Gráfica, v. 21, n. 02, p. 86-97, 2017.

O imaginário do design: ensaio filosófico sobre os discursos do design
— Marcos Beccari
Publicado em: Poliedro, v. 01, n. 01, p. 65-83, 2017.

Prometeu contra Hermes: o lugar do design no imaginário contemporâneo
— Marcos Beccari, Alberto Filipe Araújo e Rogério de Almeida
Publicado em: Intexto, v. 40, p. 36-56, 2017.

Seis eixos para uma filosofia do design
— Marcos Beccari, Daniel B. Portugal e Stephania Padovani
Publicado em: Estudos em Design, v. 25, n. 1, p. 13-32, 2017.

O cotidiano estético: considerações sobre a estetização do mundo
— Marcos Beccari e Rogério de Almeida
Publicado em: Trágica, v. 9, n. 3, p. 10-26, 2016.

Do sujeito como legislador/artista ao sujeito como designer: liberdade e criatividade em uma teoria pós-prometeica da ação
— Daniel B. Portugal
Publicado em: Trágica, v. 9, n. 3, p. 27-43, 2016.

Há algo de inautêntico em cada original: um brevíssimo estudo sobre a ilusão a partir do filme O Melhor Lance de Giuseppe Tornatore
— Rogério de Almeida e Marcos Beccari
Publicado em: Visualidades, v. 14, n. 1, p. 316-333,  2016.

Cinco eixos para uma filosofia do design
— Daniel B. Portugal e Marcos Beccari
Publicado em: Arcos Design, v. 9, n. 1, p. 1-14, 2016.

Hermenêutica trágica em Machado de Assis: a redescrição como dimensão de desaprendizagem
— Marcos Beccari
Publicado em: Machado Assis em Linha, v. 9, n. 18, p. 84-100, 2016.

A expressão do real: estética e hermenêutica das imagens
— Rogério de Almeida e Marcos Beccari
Publicado em: Filosofia e Educação, v. 8, n. 1, p. 7-25, 2016.

Da imagem do real para o real da imagem: por um elogio das aparências
— Marcos Beccari e Daniel B. Portugal
Publicado em: Visualidades, v. 12, p. 69-89, 2015.

Resenha de “O Imaginário Trágico de Machado de Assis: elementos para uma pedagogia da escolha”, de Rogério de Almeida
— Marcos Beccari
Publicado em: Machado de Assis em Linha, v. 8, p. 149-152, 2015.

Um cisne, duas forças: sobre apolíneo e dionisíaco na ética do consumo
— Daniel B. Portugal, Julia Salgado e Marcos Beccari
Publicado em: Psicologia Clínica, v. 26, n. 1, p. 17-31, 2014.

A função contemporânea da “autoria” enquanto mediação simbólica
— Marcos Beccari e Rogério de Almeida
Publicado em: Interdisciplinar, v. 21, p. 145-162, 2014.

Fissuras que se abrem a partir de um ponto sem perímetro: resenha do livro “Design sem fronteiras: a relação entre o nomadismo e a sustentabilidade” de Lara Leite Barbosa
— Marcos Beccari
Publicado em: Pós, v. 34, p. 336-339, 2013.

Seja estúpido: o imperativo trágico da Diesel e o ethos contemporâneo
— Marcos Beccari, Daniel B. Portugal e Julia Salgado
Publicado em: Esferas, v. 1, p. 19-29, 2013.

Filosofia do design instrucional: uma análise meta-teórica sobre método de comparação entre modalidade de mídias
FONTOURA, A. M.; BECCARI, M.; OLIVEIRA, T.
Publicado em: Infodesign, v. 8, p. 12/3-19, 2012.

A felicidade é química e pode ser vendida?: as dimensões éticas e mercadológicas da razão farmacêutica
— Daniel B. Portugal e Paulo Vaz
Publicado em: Anais da COMPÓS, 21., 2012.

A ficção do real: uma reflexão preliminar, a partir da Educação, sobre o Design no processo de inter-subjetivação
— Marcos Beccari
Publicado em: Tríades, v. 2, p. 01-18, 2012.

A nova “boa nova”: marketing de medicamentos e jornalismo científico nas páginas da revistaVeja
Paulo Vaz e Daniel B. Portugal
Publicado em: Comunicação, mídia e consumo, v. 9, n. 26, 2012.

Contribuições da função mítica no design de entretenimento.
— Marcos Beccari
Publicado em: Visualidades, v. 9, p. 178-197, 2011.

A Philosophical Approach about User Experience Methodology.
— Marcos Beccari e Thiago Oliveira
Publicado em: Lecture Notes in Computer Science, v. 6769, p. 13-22, 2011.

A vinculação entre humanos e imagens nas dinâmicas contemporâneas do consumo: totemismo, fetichismo e idolatria
— Daniel B. Portugal
Publicado em: Estudos em Design, v. 19, n. 1, 2011.


Entrevistas

Como caçar (e ser caçado por) imagens: entrevista com W. J. T. Mitchell
Entrevistadores: Daniel B. Portugal e Rose de Melo Rocha
Publicado em: E-Compós, v. 12, n. 1, 2009.


Traduções

Um Prometeu cauteloso? Alguns passos rumo a uma filosofia do design (com especial atenção a Peter Sloterdijk).
— Bruno Latour
Tradutores: Daniel B. Portugal e Isabela Fraga
Publicado em: Agitprop, v. 6, n. 58, 2014.